Garoto de 12 anos gasta quase 1.000 dólares em Fortnite sem autorização dos pais

Notícias sobre adolescentes que fazem uso indevido do cartão de crédito de seus pais para fazer compras sem permissão em jogos são mais comuns do que parecem. Dessa vez, foi um garoto de 12 anos do Reino Unido.

Segundo o portal britânico LadBible, o pai do garoto permitiu que ele usasse seu cartão de crédito para comprar um item cosmético em Fortnite, porém, uma compra logo se tornou mais de 81 e a fatura chegou ao montante de 918 dólares.

Steven Harrison, 37, disse que seu filho de 12 anos, Tyler, consegui completar 81 transações em três dias antes dele descobrir o que havia acontecido. Ao entrar em contato com o banco para explicar o ocorrido, a agência disse que não poderia fazer nada e nem reembolsa-lo, porque as transações foram consideradas uma despesa autorizada pelo proprietário.

O pai do garoto culpa a Epic Games e seu banco por aprovar tantas transações em 72 horas, mas como ele autorizou a primeira compra e o número do seu cartão ficou salvo no sistema do jogo, as demais foram consideradas compras legais.

Fortnite, como todos os jogos que triunfam entre os jogadores mais jovens, possui um sistema de microtransações que permite comprar skins e vários itens cosméticos. A Epic Game, dona do jogo, explicou no final de Maio, que permite a devolução de compras feitas no jogo por microtransações ou dinheiro em si, mas são limitados a três compras, e não a 81 como as que Tyler fez durante ás 72 horas que pode usar o cartão de seu pai.

Redator

Sandro Felix é redator e co-fundador do TecnoGames Brasil. Para ele, os jogos são mais do que entretenimento, é uma vida, uma paixão.