• Facebook
  • Instagram
  • Twitter
Força-tarefa da Austrália protegerá as eleições contra ataques cibernéticos

Força-tarefa da Austrália protegerá as eleições contra ataques cibernéticos

Por

10/06/18 às 10:28

Governos em todo o mundo estão tomando várias medidas para evitar que entidades estrangeiras se intrometam em suas eleições. Para alguns deles, é para evitar que elementos estrangeiros não se metam onde não são chamados – os EUA, por exemplo, já possuem tecnologia onde podem usar backups de cédulas de papel que permitirão aos funcionários checar se os resultados estão ok. Já a Austrália está levando as coisas a um passo mais adiante, e formou uma força-tarefa para proteger seu processo eleitoral contra ataques cibernéticos.

Força-tarefa da Austrália protegerá as eleições contra ataques cibernéticos

Chama-se “Força-Tarefa de Integridade Eleitoral” e envolve várias agências, incluindo o Departamento de Finanças e Assuntos Internos. Um porta-voz disse à Reuters que o grupo será responsável por identificar e abordar os riscos para o processo eleitoral do país. Ele acrescentou que não tem como alvo “qualquer ameaça específica ou ação maliciosa iminente”, o grupo em si foi criado como “uma medida de precaução”, para evitar as possíveis interferência externas.

Deixe seu comentário