Conheça o aquecedor elétrico que minera criptomoeda

É possível aquecer o ambiente e ainda ganhar dinheiro com a mineração de criptomoedas através desse aparelho.

Sabe-se que a mineração de criptomoeda exigi muito desempenho e, portanto, pode gerar muito calor. A empresa francesa Qarnot, portanto, vem com uma solução eficaz.

Desde 2010, a empresa vem produzindo servidores de alto desempenho conectados a aquecedores elétricos. Seus clientes são principalmente empresas imobiliárias, escritórios ou proprietários de edifícios. Eles aproveitam o poder de computação do servidor, por exemplo, estúdios de filmes para tarefas como renderização em 3D e efeitos visuais.

O radiador QC1 gera calor através da GPU em vez da CPU. Ele está equipado com duas placas gráficas AMD – Sapphire Nitro + Radeon RX580 com 8 GB de RAM. O aquecimento é feito e ainda o aparelho faz a mineração da criptomoedas. O dispositivo não tem um disco rígido, garantindo assim um bom silêncio.

A configuração QC1 leva cerca de 10 minutos, de acordo com a declaração da empresa. Basta conectar um cabo Ethernet, adicionar seu endereço da carteira ao éter e aguardar o nome digital aparecer. Na taxa atual, os usuários podem esperar obter cerca de US $ 120 por mês para um éter. A pedido do cliente, o QC1 também pode ser adaptado à mineração de outros criptomoedas.

Embora o dispositivo permita economizar em suas contas de energia, seu preço pode ser desanimar muitos compradores, pois custa cerca de US $ 3600 e pode ser encomendado no site do fabricante.

Redator

Edilson Félix é redator e co-fundador do TecnoGames Brasil. Vive constantemente conectado no mundo da tecnologia, surfando na onda das novidades.