Google está adicionando metadados de segurança para impedir adulteração de apps

O Google começou a tomar medidas concretas ao longo dos anos para reprimir a disseminação de aplicativos infundidos de malware através da Play Store e de outros portais. Agora, fez uma pequena alteração significativa na Play Store, que pode ajudar muito a melhorar a segurança na plataforma ainda mais. Começaram adicionar uma “pequena quantidade” de metadados de segurança aos APKs do Android, para que seja possível garantir que os aplicativos foram distribuídos pela Play Store ou por qualquer outro portal aprovado.

Leia Mais

Como o HTTPS está virando padrão, google vai parar de sinalizar os sites seguros

Há alguns anos, para ajudar e incentivar os websites a adotarem o HTTPS, o google começou a marcar sites no Chrome com emblemas de “Seguro” na barra de endereço. Isso permite que os usuários saibam se um site estava usando HTTPS ou não, mas alguns anos se passou, e aos poucos esse protocolo já está virando padrão na rede mundial de computadores, diante disso o google acha que esses selos não são mais necessários.

Leia Mais

Google amplia seu programa de proteção avançada para aplicativos nativos da Apple

Não surpreende que o Google se concentre na criação de protocolos e métodos de segurança para proteger cada vez mais a plataforma Android. Afinal a segurança do iOS é negócio da Apple, certo? A boa notícia é que parece que os usuários do iOS agora terão o melhor dos dois mundos, já que o Google anunciou que estenderá seu avançado programa de Proteção Avançada para aplicativos nativos do IOS.

Leia Mais

Google revela sistema de inteligência artificial que pode isolar uma voz no meio da multidão

Assim como a maioria das câmeras de smartphone permite que os usuários se concentrem em um único objeto, em breve poderá ser possível captar vozes individuais em uma multidão suprimindo todos os outros sons, graças a um novo sistema de Inteligência Artificial (AI) desenvolvido por pesquisadores do Google. 

Leia Mais

Google usa energia eólica e solar para compensar todo o seu uso de energia operacional

No final de 2016, o Google anunciou que esperava compensar todo o uso de eletricidade de seus escritórios e data centers com 100% de energia renovável em 2017. Hoje, a empresa afirma que atingiu essa meta. O Google tem trabalhado na redução de emissão de carbono e na compra de mais energia renovável por algum tempo. Em 2007, comprometeu-se a ser neutra em carbono, o que fez com a compra de energia solar e eólica, bem como compensações de carbono, e ao longo dos anos, reduziu sua dependência de compensações e comprou maiores quantidades de energia renovável. Em 2017, para cada kilowatt-hora de energia consumida pelas operações do Google, adicionou-se um kilowatt-hora de energia solar e eólica à rede.

Leia Mais