• Facebook
  • Instagram
  • Twitter
Patente de smartphone dobrável é registrado pela Alibaba

Alibaba registra patente de smartphone dobrável

Parece que o grupo chinês Alibaba tem interesse de começar a desenvolver seus próprios smartphones, prova disso é o registro da patente de um celular dobrável que a empresa fez a poucos dias.

Foram revelados poucos detalhes e o que se sabe é que o smartphone terá uma ampla tela acompanhado de duas dobras, design de ponta, boas especificações e bateria de longa duração.

Patente de smartphone dobrável é registrado pela Alibaba

Por enquanto não ha confirmação sobre a chegada desse dispositivo no mercado, como se trata de uma patente, provavelmente deve sair do papel assim que for conveniente para a companhia.

Mais novidades deve sair nos próximos meses.

Fonte: LetsGoDigital

Alibaba adquire fabricante chinesa de microchips para impulsionar seus negócios na área IoT

Alibaba adquire fabricante chinesa de microchips para impulsionar seus negócios na área IoT

A gigante do setor de comércio eletrônico da china, a Alibaba Group Holding comprou uma fabricante chinesa de microchips para promover e impulsionar o negócio de Internet das coisas (IoT), ressaltando seu compromisso com a indústria de chips, disse uma porta-voz do Alibaba nesta sexta-feira.

O anúncio acontece dias depois de os Estados Unidos proibirem empresas americanas de venderem chips e outros componentes para empresas de telecomunicações chinesa por sete anos, esse movimento reacendeu a discussão na China sobre a necessidade de criar cadeias de fornecimento de tecnologia auto-suficientes.

“O Alibaba visa capacitar diferentes indústrias através de soluções de IoT baseadas em nuvem, nas quais os chips desempenham um papel significativo”, disse a porta-voz em um comunicado.

“A aquisição da Hangzhou C-SKY Microsystems, um dos principais fornecedores chineses de núcleos de CPU embutidos, reforça nosso compromisso de impulsionar o desenvolvimento da indústria de chips”, disse a porta-voz, referindo-se às unidades de processamento central.

O Alibaba não divulgou os termos da aquisição, mas é a primeira envolvendo uma fabricante de chips.