• Facebook
  • Instagram
  • Twitter

Assassin’s Creed Valhalla trará de volta mecânica clássica descartada em Origins e Odyssey

05/05/20

Ashraf Ismail, diretor criativo de Assassin’s Creed Valhalla revelou uma novidade que deixará os fãs da saga bem empolgados – o retorno da habilidade “furtividade social”.

Essa habilidade existe desde o primeiro game da franquia e permite ao protagonista ocultar sua posição no meio de multidões para espionar e coletar informações. No entanto, ela ficou de fora dos dois últimos jogos da saga, que focaram mais no combate direto do que em furtividade.

Percebi que perdemos um pouco da essência do assassino, por isso estamos trabalhando para corrigir isso em Valhalla, disse Ismail.

Traremos de volta a “furtividade social” afim de recuperar parte da identidade da franquia perdida ao longo do tempo.

Assassins_Creed_Furtividade

Um bom exemplo dessa habilidade pode ser vista no primeiro Assassin’s Creed, onde Altair podia imitar os monges e avançar orando para entrar em lugares que, de outra forma, ele não teria sido capaz de acessar.

Com previsão de lançamento para o fim do ano, Assassin’s Creed Valhalla se passa na Inglaterra do século IX, durante a idade das trevas. Você controlará Eivor, um invasor Viking lendário que lutará contra inimigos cruéis enquanto tenta expandir as conquistas do seu clã, formando alianças, atacando fortalezas e muito mais.

Assim como em Assassin’s Creed Odyssey, será possível escolher no começo do jogo se seu protagonista será um homem ou uma mulher.

Deixe seu comentário