Pokémon GO está a caminho de cruzar US$ 3 bilhões em 2019

No último fim de semana, Pokémon GO completou 3 anos no mercado. Lançado em julho de 2016 em diversos países (em agosto do mesmo ano no Brasil), o game de realidade aumentada logo conquistou uma enorme legião de fãs e, os mais recentes dados do jogo, mostra que mesmo se passando tanto tempo desde o seu lançamento, o título ainda continua arrecadando impressionantes quantias.

De acordo com um relatório independente divulgado pelo Sensor Tower, desde seu lançamento em 6 de julho de 2016 nos Estados Unidos, Pokémon GO já acumula uma arrecadação de mais de US$ 2,65 bilhões de dólares na App Store e Google Play. Segundo o site, o game figura na segunda posição entre os jogos mobile de maior arrecadação, superando os populares Clash Royale e Candy Crush Saga que geraram US$ 1,86 bilhão e US$ 2,3 bilhões respectivamente em seus primeiros três anos. O jogo perde apenas para o imponente Clash of Clans, que arrecadou cerca de US$ 3,15 bilhões nos últimos 3 anos.

Sensor Tower - Pokemon GO

Entre os países que mais gastam no jogo está os Estados Unidos, onde os jogadores de lá respondem por cerca de 35% da receita bruta, com um gasto total de US$ 928 milhões. O Japão vem logo em seguida com aproximadamente US$ 779 milhões (cerca de 29%). Já a Alemanha ocupa um distante terceiro lugar, respondendo por cerca de 6% da receita bruta do game, com US$ 159 milhões de dólares.

Aproximadamente, 54% dos gastos no jogo, ou US$ 1,43 bilhão, vieram da Google Play. Os US$ 1,22 bilhão restantes foram gerados principalmente pelos usuários do iPhone, com apenas cerca de 1,6% da receita do iOS proveniente dos usuários do iPad.

Mesmo se passando três anos, Pokémon GO continua sendo um dos principais ganhadores das lojas de aplicativos, ficando em oitavo lugar entre todos os aplicativos de maior arrecadação mundial em junho e número nove no segundo trimestre. O jogo arrecadou US$ 395 milhões globalmente até agora em 2019, o que representa um aumento de 19% em relação ao primeiro semestre do ano passado. No total, os jogadores gastaram uma média de US$ 2,4 milhões no jogo todos os dias desde o lançamento, além de seus 521 milhões de downloads representarem um gasto médio US$ 5 dólares por pessoa.

Redator

Sandro Felix é redator e co-fundador do TecnoGames Brasil. Para ele, os jogos são mais do que entretenimento, é uma vida, uma paixão.