371 aeronaves 737 Max da Boeing estão com operações suspensas em todo o mundo

Diversos países suspenderam as operações das aeronaves 737 Max da Boeing após relatos de problemas de segurança, isso tudo é em decorrência do acidente de domingo da Ethiopian Airlines e também da queda do voo da Lion Air que aconteceu em outubro do ano passado.

Os especialistas em aviação sugeriram que há semelhanças nos dois acidentes e que a queda das areronaves pode está relacionado com problemas no software dos aviões 737 Max, diante da situação a Boeing tinha até anunciado que lançaria atualizações para corrigir problemas no software do aviões, mas depois que vários países optou por não usar mais os aviões e diante das recomendações de autoridades em aviação, a companhia optou pela suspensão temporária de todos os 371 aviões 737 Max em operação pelo mundo.

Algumas companhias aéreas que ainda utilizavam os aviões, deixaram de operar voos com os jatos, após comunicado recomendações da Boeing.

Dennis Muilenburg, diretor executivo da Boeing, reforçou a decisão da empresa de para as operações da frota.

Ele disse “Estamos apoiando esta medida proativa por extrema cautela. A segurança é um valor central na Boeing desde que começamos a fabricar aviões e ela sempre será. Pois não há prioridade maior para nossa empresa e nossa indústria do que a segurança. Estamos fazendo tudo o que podemos para entender a causa dos acidentes em parceria com os investigadores, vamos implantar melhorias de segurança e ajudar a garantir que isso não aconteça novamente”.

Redator

Edilson Félix é redator e co-fundador do TecnoGames Brasil. Vive constantemente conectado no mundo da tecnologia, surfando na onda das novidades.