Novo bug de Anthem faz com que armas de nível 1 sejam mais poderosas do que as de alto nível

Anthem, o mais recente jogo da BioWare, parece que não consegue de livrar de problemas. Após os inúmeros relatos envolvendo crash no PS4, falta de conteúdo, downgrade e muitos bugs, eis que surge mais um.

No Reddit, vários jogadores estão relatando que a primeira arma do game é mais poderosa do que a arma ganha no final do jogo. Como cada arma tem um nível de dano especifico conforme você sobe de nível, pela lógica, quanto maior o nível do protagonista, maior seria o dano das armas, porém não é bem isso o que está acontecendo.

No fórum, um usuário de codinome “YeetLordSupreme” postou que seu rifle “Defender” nível 1 destruiu completamente um inimigo de alto nível sem muitos problemas. Outro usuário, chamado “beatpeet42”, que também compartilhou um gif mostrando o poder da arma, relatou que com apenas três tiros, ele conseguiu destruir o escudo de um dos inimigos do jogo sem muito esforço, demonstrando o desbalanceamento gritante da arma, confira:

Eu tentei isso com várias armas e inimigos, e embora os números mudam, os resultados são sempre os mesmos: o rifle Defender Nível 1 é de longe a arma mais eficaz no meu inventário, afirmou “YeetLordSupreme”.

Cada tiro do rifle Defender no nível 1 causa 286 de dano contra um soldado padrão, enquanto o rifle Blazer de Ralner, no nível 45, desfere 1.184 de dano. O curioso é que, para matar um inimigo desse tipo, seis tiros são necessários com o rifle Blazer de Ralner, enquanto o Defender precisa de apenas quatro tiros.

Ciente das queixas dos jogadores, a BioWare logo tratou de tentar explicar o que está acontecendo. Segundo o diretor do game, Ben Irving, esse desbalanceamento de poder é causado por um bug no jogo (novidade!), que será corrigido na nova atualização que chega no próximo dia 11 de março..

O bug não foi detalhado, mas Irving afirmou que ” a culpa disto ter acontecido é de toda a equipe pois quando existe um problema, toda a equipa é responsável por ele.”

Redator

Sandro Felix é redator e co-fundador do TecnoGames Brasil. Para ele, os jogos são mais do que entretenimento, é uma vida, uma paixão.