LG fala sobre a importância do processador α9 em suas TVs OLED

A LG Electronics acredita que os sistemas de TV atuais não são apenas displays simples, mas computadores que exigem imensa capacidade de processamento para realizar suas diferentes funções. O componente que fornece esse poder de processamento é um microprocessador, e a LG criou um chip capaz de potencializar as experiências de visualização estelares.

A LG entrou em sua redação on-line na terça-feira para falar como funciona seu processador inteligente α9 (Gen 2) e como suas tecnologias são diferentes das tradicionais. De acordo com a marca sul-coreana, o processador α9 é responsável pelas imagens muito realistas mostradas em suas mais recentes TVs OLED.

Quando a LG lançou sua nova linha de televisores no início deste ano, muitos analistas e sites de tecnologia elogiaram a empresa por produzir displays que geram imagens muito naturais com níveis de preto impecáveis, cores precisas e amplos ângulos de visão. A Forbes e o site de revisão de produtos Rtings.com até deram à LG o título de Melhor OLED TV de 2018, porque suas novas smart TVs geram imagens muito naturais que permanecem claras e precisas em todos os ângulos.

O segredo para as cores incrivelmente ricas, profundidade e nitidez das imagens apresentadas pelos televisores OLED da LG não é outro senão o processador α9. O inovador microprocessador utiliza um processo de redução de ruído em quatro etapas. Para comparação, as tecnologias convencionais de aprimoramento de imagens usam apenas um processo de duas etapas.

O algoritmo avançado do processador inteligente α9 da LG oferece melhor redução de ruído, o que aumenta a clareza das imagens mostradas nas telas de TV da LG. A tecnologia não apenas minimiza os artefatos de distração, mas também permite uma renderização mais suave das gradações. O resultado final é sempre uma imagem incrivelmente realista com relação de contraste atualizada, fidelidade de cores e nitidez.

O processador inteligente α9 da LG também possui recursos avançados de mapeamento que fazem as cores das imagens parecerem muito próximas da realidade. Além disso, seu algoritmo de correção de cores utiliza mais coordenadas de cores de referência em comparação com seus predecessores.

As TVs LG também se beneficiam do suporte do chip α9 para conteúdo HFR (High Frame Rate) de última geração com 120 fps. Isso significa que os sistemas de TV seriam capazes de renderizar movimentos rápidos sem comprometer a qualidade e clareza das imagens.

Redator

Edilson Félix é redator e co-fundador do TecnoGames Brasil. Vive constantemente conectado no mundo da tecnologia, surfando na onda das novidades.