• Facebook
  • Instagram
  • Twitter
Veja o primeiro bonde autônomo do mundo que acabou de entrar em ação

Primeiro bonde autônomo do mundo entra em ação

25/09/18

O primeiro bonde autônomo do mundo entrou em operação na semana passada, ainda que como parte de uma demonstração inicial mostrando suas capacidades de direção com motor AI, o veículo navegou com sucesso pelos trilhos da cidade de Potsdam, no leste da Alemanha, mostrando que poderá ser um dos transportes do futuro, graças a integração entre inteligência artificial e pedestres.

Veja o primeiro bonde autônomo do mundo que acabou de entrar em ação

O bonde foi desenvolvido pela Siemens e apresenta grande parte da mesma tecnologia encontrada em carros autônomos, com sensores de radar, de faixa e de câmera a bordo para gerar uma imagem do ambiente de tráfego. Os algoritmos de inteligência artificial permitem que o bonde responda a sinais de pista, aos perigos em seu caminho e faça paradas, tudo de forma autonôma.

Veja o primeiro bonde autônomo do mundo que acabou de entrar em ação

Como parte da InnoTrans 2018, uma feira de transporte nas proximidades de Berlim, o bonde foi colocado para trabalhar em uma seção de 6 quilômetros de pista de testes, partindo do depósito da empresa de transportes ViP e realizando um circuito pela cidade de Postdam. Isso incluiu encontros com tráfego real, só que tinha um motorista real no comando pronto para intervir quando necessário.

Segundo Kate Connolly, do The Guardian, que estava a bordo do bonde, teve até uma emergência falsa em que um funcionário da Siemens atravessou com um carrinho de bebê no caminho do veículo. Isso fez com que os sensores do bonde funcionasse com sucesso, parando-o com segurança.

Veja o primeiro bonde autônomo do mundo que acabou de entrar em ação

Com esses testes iniciais realizados sem problemas, a ViP e a Siemens estão trabalhando com cientistas da computação na Universidade de Karlsruhe para desenvolver ainda mais os sistemas e explorar o potencial de um lançamento mais amplo, incluindo o uso comercial de um sistema automatizado para a cidade.

“Ao tornar trens e infraestrutura inteligentes, podemos garantir disponibilidade e aumentar a segurança nas viagens locais e de longa distância”, disse Sabrina Soussan, CEO da Siemens Mobility.

Deixe seu comentário