Para evitar distrações na aulas, frança optou por proibir smartphones e tablets nas escolas

Usar smartphones em sala de aula pode muitas vezes causar distrações, podendo até atrapalhar no aprendizado do aluno, a França percebeu isso e deu um passo além. Agora uma nova legislação introduzida no país proíbe estudantes de usar smartphones e tablets na escola.

Essa nova legislação vem de uma promessa feita na campanha eleitoral do presidente Emmanuel Macron. A questão foi tratada como um caso de saúde pública, uma vez que a juventude da França não consegue se livrar do vício e ficam constantemente conectadas nesses aparelhos.

Só que a França já proibi o uso de smartphones em sala de aula desde 2010. Agora a nova legislação chegou pra reforçar as coisas ao proibir completamente o uso de smartphones e tablets entre as aulas e até mesmo durante as refeições. Mas as escolas terão autoridade para fazer exceções “pedagógicas”.

Para evitar distrações na aulas, frança optou por proibir smartphones e tablets nas escolas

Crianças em idade escolar no país terão que deixar seus smartphones desligados enquanto estiverem na escola ou deixá-los em casa. A proibição aplica-se a alunos de até 15 anos. Quase nove entre dez adolescentes franceses entre 12 e 17 anos possuem um smartphone.

Ficou a cargo das escolas secundárias decidir individualmente se querem ou não impor essa proibição também. O ministro da Educação, Jean-Michel Blanquer, disse que a proibição anterior não poderia ser aplicada de forma generalizada e que a nova legislação já corrige isso.

O que você acha da decisão, Compartilhe sua opinião conosco.

Redator

Edilson Félix é redator e co-fundador do TecnoGames Brasil. Vive constantemente conectado no mundo da tecnologia, surfando na onda das novidades.