Curativo inteligente pode monitorar e tratar feridas crônicas

As feridas crônicas na pele podem ser notoriamente difíceis de tratar, mas ao mesmo tempo não devem ser tratadas com medicamentos em excesso, fazendo com que os pacientes tome mais remédios do que o necessário. É por isso que os cientistas desenvolveram uma espécie de curativo “inteligente” que injeta medicação conforme necessário.

Desenvolvido por uma equipe de pesquisadores da universidade de Massachusetts, o curativo protótipo tem apenas 3 mm de espessura e consiste em fita adesiva transparente, um gel antibiótico ativado por calor e componentes eletrônicos flexíveis com um microprocessador visível a esquerda.

O curativo inteligente tem muitos componentes e um desses é sensor que mede o valor do pH da ferida – se a figura estiver significativamente acima de 6,5, isso indica que ela está infectada. O curativo também contém um sensor de temperatura, que detecta o calor associado à inflamação. Além disso, os cientistas desenvolveram sensores que podem ser adicionados para medir a oxigenação, o que é um sinal de cura.

Um microprocessador integrado analisa as leituras dos sensores, para avaliar como está a ferida. Se a infecção e / ou inflamação forem detectadas, o processador responde ativando temporariamente os elementos de aquecimento embutidos na bandagem. Isso aumenta a temperatura do gel, fazendo com que libere mais antibióticos na ferida.

A maioria dos componentes é relativamente barato, e simplesmente pode ser descartado quando o curativo for removido. Uma exceção é o microprocessador, que pode ser desinfetado e reutilizado novamente.

Ensaios pré-clínicos sobre a eficácia dessa tecnologia estão em andamento.

“O curativo inteligente que criamos, com sensores de pH e temperatura e administração de antibióticos, é na verdade um protótipo para uma ampla gama de possibilidades”, disse o professor Sameer Sonkusale, não foi citado se ele participou do desenvolvimento do protótipo, ou apenas quis comentar essa tecnologia promissora.

Redator

Edilson Félix é redator e co-fundador do TecnoGames Brasil. Vive constantemente conectado no mundo da tecnologia, surfando na onda das novidades.