Meio milhão de roteadores Wi-Fi foram infectados por malware

Hackers que se acredita estarem trabalhando em um Estado-nação infectaram mais de 500.000 roteadores Wi-Fi domésticos e de pequenas empresas em todo o mundo com malware.

O malware pode então ser usado para roubar comunicações e lançar ataques contra outras pessoas. Pode até ser capaz de destruir os dispositivos infectados com um único comando. Isso, de acordo com o aviso que a Cisco enviou, que se refere ao malware modular de vários estágios como o VPNFilter.

Pesquisadores da Cisco descobriram que os dispositivos infectados vêm crescendo em pelo menos 54 países desde 2016 e que os monitoram nos últimos meses.

“Na maioria dos casos, essa ação é irrecuperável pela maioria das vítimas, exigindo capacidades técnicas, know-how ou ferramentas que nenhum consumidor deve ter”, acrescentou a Cisco.

Acredita-se que os ataques aumentaram significativamente nas últimas três semanas, com dois grandes ataques supostamente lançados em aparelhos na Ucrânia. O malware contém sniffers que podem coletar credenciais de login e obter controle de supervisão. Ele inclui até mesmo um comando que pode permitir que os invasores desliguem o acesso à Internet de inúmeras pessoas em todo o mundo, desativando permanentemente os roteadores infectados.

“Como os dispositivos afetados são legitimamente de propriedade de empresas ou indivíduos, atividades maliciosas conduzidas a partir de dispositivos infectados podem ser erroneamente atribuídas àqueles que foram realmente vítimas do ato”, observou a consultoria da Cisco.

Os pesquisadores ainda não sabem como esses dispositivos estão sendo afetados. A Symantec enviou seu comunicado que identificou os dispositivos alvo e aqueles que possuem um dos dispositivos foram aconselhados a realizar uma redefinição de fábrica e alterar todas as senhas padrão.

Redator

Edilson Félix é redator e co-fundador do TecnoGames Brasil. Vive constantemente conectado no mundo da tecnologia, surfando na onda das novidades.