Pesquisadores desenvolvem impressora 3D portátil capaz de imprimir pele humana

Imagine ser capaz de cobrir e curar feridas usando uma impressora 3D. Essa é a ideia que os pesquisadores da Universidade de Toronto desenvolveram, é uma impressora 3D e portátil. A máquina é capaz de aplicar pele impressa em 3D em uma pessoa. Eles dizem que este é o primeiro dispositivo do mundo capaz de formar a pele diretamente em cima de uma ferida em menos de dois minutos. Mas as aplicações desta tecnologia ainda são vastas.

O aparelho é do tamanho de uma caixa de sapatos e se parece muito com um aplicador de fita, exceto que, e em vez de distribuir a fita, o dispositivo distribui folhas de tecido à base de alginato. No lado de baixo de cada folha há tiras de tinta bio contendo materiais biológicos, como células da pele e colágeno, que é a proteína mais abundante na pele, junto com a fibrina, que é uma proteína que é útil na cicatrização de feridas.

Pesando menos de um quilo, o dispositivo é fácil de usar e não requer muitos treinamentos, o aparelho já foi testado em ratos e porcos e tiveram e tiveram excelentes resultados.

Os cientistas agora planejam expandir o tamanho das áreas de feridas para que o dispositivo possa aumentar a área de cobertura e eventualmente, iniciar testes clínicos em seres humanos.