Kaspersky Lab não poderá mais exibir anúncios no Twitter

A gigante russa Kaspersky Lab, com sede em Moscou, mais conhecida por seus produtos antivírus, não poderá mais exibir anúncios no Twitter. A rede de microblog disse que decidiu banir anúncios da Kaspersky Lab, alegando que o modelo de negócios da empresa entra em conflito com as regras de publicidade, e também o Twitter citou que o governo dos EUA considera a Kaspersky um perigo para a segurança nacional.

“Esta decisão é baseada em nossa determinação de que a Kaspersky Lab opera usando um modelo de negócios que conflita intrinsecamente com as práticas comerciais aceitáveis ​​do Twitter Ads”, disse a rede de microblogs em seu comunicado.

A administração Trump já baniu os produtos da Kaspersky de serem usados ​​em redes do governo dos EUA, alegando que a empresa tem ligações estreitas com as agências de inteligência de Moscou e que seu software pode realmente ajudar os esforços de espionagem da Rússia.

Tal acusação não se procede diz a empresa, e eles até se ofereceram para mostrar seu código para que especialistas independentes possam analisá-lo e dizer de fato se foram ou não deixadas quaisquer brechas que facilita a espionagem.

O co-fundador da Kaspersky Lab, Eugene Kaspersky, divulgou a proibição no início desta semana, acrescentando que a empresa foi informada pela primeira vez sobre a proibição em janeiro.

A Kaspersky disse no post do blog que eles foram pego de surpresa quando o Twitter decidiu proibir a empresa de publicar anúncios. “Não violamos nenhuma regra escrita – e nosso modelo de negócios é simplesmente o mesmo modelo de negócios usado em toda a indústria de segurança cibernética: fornecemos produtos e serviços aos usuários, e eles nos pagam por isso”.

 

Redator

Edilson Félix é redator e co-fundador do TecnoGames Brasil. Vive constantemente conectado no mundo da tecnologia, surfando na onda das novidades.