Intel permitirá que software antivírus use suas GPUs integradas para acelerar a varredura de malware

Desde a notícia dos ataques de Metldown e Specter no início deste ano, a Intel tem trabalhado para mostrar à indústria de computadores que ela leva as questões de segurança muito a sério e que, apesar da questão do Meltdown, a plataforma Intel ainda é uma boa escolha.

A Intel anunciou o desenvolvimento de novas técnicas que irá melhorar a varredura de vírus, permitindo assim uma melhor detecção de ameaças. Esses recursos são chamados de aceleração de memória acelerada e Intel Advanced Platform Telemetry. E também a Intel lançou o Security Essentials, que inclui vários recursos críticos de segurança de hardware.

O que é a varredura acelerada de memória
De acordo com a Intel, os métodos atuais de varredura de vírus podem detectar muitos malwares, mas não são tão eficazes, e também acabam sobrecarregando a CPU em até 20%. Com sua nova tecnologia, a fabricante de chips pretende transferir esse trabalho para o hardware gráfico integrado de suas CPUs.

É nesse ponto que o Advanced Memory Scanning entra em vigor: em vez de usar a CPU para procurar na memória por quaisquer assinaturas de malware, a tarefa é transferida para a GPU. A empresa citou que mover a essa tarefa para a GPU reduz a carga do processador para cerca de dois por cento.

A Intel fez uma parceria com a Microsoft para incorporar a verificação de memória acelerada à Proteção Avançada contra Ameaças do Windows Defender, sua estrutura de segurança para clientes corporativos e usuários comuns .

Intel Advanced Platform Telemetry ou Telemetria avançada da plataforma Intel
O segundo desenvolvimento da Intel combina a telemetria de plataforma com algoritmos de aprendizado de máquina para melhor detecção de ameaças, ajudando a reduzir os riscos e assim aumentar o desempenho geral da CPU.

A empresa também anunciou a introdução do Intel Security Essentials, que está descrevendo como um conjunto consistente de tecnologias de segurança críticas para todas as suas linhas de CPU, projetado diretamente no hardware. Eles incluem recursos existentes, como execução confiável, criptografia acelerada e inicialização segura, agora colocados sob um único algoritimo.

Falando sobre o Intel Security Essentials, Echevarria disse: “Esse conjunto padrão de recursos acelerará a computação confiável à medida que os clientes construam soluções baseadas em proteções baseadas em hardware. Além disso, essas capacidades, diretamente integradas pela Intel, são projetadas para melhorar a postura de segurança da computação”. , reduz o custo de implantação de soluções de segurança e minimiza o impacto da segurança no desempenho “.

Redator

Edilson Félix é redator e co-fundador do TecnoGames Brasil. Vive constantemente conectado no mundo da tecnologia, surfando na onda das novidades.