CEO da Waymo afirma que sua tecnologia teria evitado o acidente da Uber

Até agora muitos provavelmente já ouviram falar do acidente fatal em que o carro autônomo da Uber se envolveu. Enquanto o acidente ainda está sendo investigado, parece que a Waymo acredita que, se tivesse sido o carro deles na estrada, a tecnologia autônoma teria evitado o acidente que a Uber causou.

Isso é de acordo com John Krafcik, CEO da Waymo no qual durante um painel na convenção da National Automobile Dealers Association em Las Vegas, Krafcik foi citado dizendo: “Eu posso dizer com alguma confiança que em situações como essa com pedestres – neste caso um pedestre com uma bicicleta – temos muita confiança de que nossa tecnologia seria robusta e seria capaz de lidar com situações como essa. ”

A declaração de Krafcik foi feita em resposta a uma pergunta direta na qual ele foi perguntado se um carro autônomo Waymo teria ou não reagido de forma diferente comparado ao carro autônomo da Uber. Ele também observa que isso é “baseado em nosso conhecimento do que vimos até agora com esse acidente e nosso próprio conhecimento da robustez que criamos em nossos sistemas”.

Quando perguntado sobre o que lhe permitiu fazer tais alegações, Krafcik aponta para a rigorosa rotina de testes de hardware da Waymo. Isso inclui testes de cursos fechados à noite e também depende de dados retirados de vias públicas, permitindo que eles criem simulações de cidades milhares de vezes. No entanto, tudo isso é hipotético agora, mas é seguro dizer que o acidente de Uber colocou mais dúvidas sobre a tecnologia por trás dos carros autônomos.

Redator

Edilson Félix é redator e co-fundador do TecnoGames Brasil. Vive constantemente conectado no mundo da tecnologia, surfando na onda das novidades.